a

Facebook

Linkedin

Marca registrada 2016.
Todos os direitos reservados

8:30 - 18:00

Horário de atendimento Seg. à Sex.

43 3028-4654

Fale conosco e agende um atendimento

Facebook

Linkedin

Busca
Menu
 

Delegacia de Idoso não prende ninguém

High moral and ethics standards.
Advocacia Bittar > Não categorizado  > Delegacia de Idoso não prende ninguém

Delegacia de Idoso não prende ninguém

Delegacia de Idoso não prende ninguém

As oito Delegacias do Idoso da cidade de São Paulo não prenderam ninguém e instauraram muito menos inquéritos que todos os distritos policiais da capital nos quatro primeiros meses deste ano

Enquanto a média das delegacias de bairro chega a 325 inquéritos investigados, o índice dos distritos de terceira idade é de apenas 42 – nas Delegacias de Defesa da Mulher, outra especializada, a média foi de 393 inquéritos no mesmo período. Os dados de produtividade policial foram divulgados no site da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-SP) e tabulados pelo jornal O Estado de S. Paulo.

A 3.ª Delegacia Especializada de Proteção ao Idoso, em Perdizes, na zona oeste, tem dez funcionários e 16 inquéritos instaurados entre janeiro e abril deste ano – ninguém foi preso. “A gente não faz prisão. A gente é especializada. Só trabalha com Estatuto do Idoso”, explica a delegada Nair Silva.

Segundo a policial, as unidades especializadas em idoso só atuam nos 14 crimes previstos no estatuto, aprovado em 2003. Entre eles estão discriminação, abandono em hospitais e apropriação de bens e rendimentos. As condutas têm penas abaixo de 4 anos de prisão, para as quais a Justiça tende a não decretar a prisão preventiva.

Para o presidente do Sindicato dos Delegados do Estado, George Melão, em alguns casos policiais são mandados às delegacias voltadas à terceira idade como castigo. “Não é justo que ocupemos policiais em delegacias natimortas”, afirma.

Defesa

Já a promotora Cláudia Beré, responsável pelos idosos na Promotoria de Direitos Humanos, defende as delegacias. “O idoso tem direito a atendimento preferencial em qualquer órgão público. Se ele tiver de comparecer à delegacia regular, ele terá de ser atendido prioritariamente, o que ninguém quer fazer por achar que tem de dar prioridade para os crimes mais graves.”

Cláudia também destaca o perfil de conciliação dessas delegacias. Com a mesma característica, as nove Delegacias de Defesa da Mulher da cidade têm rendimento acima da média – prenderam 105 pessoas em flagrante ou mandado e instauraram 3.538 inquéritos.

A SSP informa que as Delegacias do Idoso foram criadas para “dar tratamento especializado e diferenciado ao idoso” e “estão distribuídas por todas as regiões da cidade”. O número de inquéritos investigados varia de acordo com a demanda. A pasta afirma também que o número de prisões não é a única forma de aferir o trabalho policial, uma vez que as delegacias “foram criadas com o intuito de viabilizar a aplicação de políticas públicas”.

 

No Comments

Leave a Comment